segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Você Não Sabe Ser Amado

Eu amo você. Você ouve, mas não entende. Você rejeita esse amor. Por quê? Porque está condicionado a não amar, a não ser amado. Você pediu ao universo por um par, por um afeto, por companhia. E o universo atendeu tão prontamente que você não consegue crer que conseguiu exatamente o que queria.

O que você tem é alguém que ama você. Sem ânsias frenéticas, sem teimosia, sem ímpetos de posse, sem tortura. Alguém que apenas ama você, que fica feliz com a sua proximidade. Não era o que você queria? Um amor suave, uma aceitação plena. Todo o seu poço transbordante de defeitos não diz nada a essa pessoa. Ela simplesmente vê você com você é. E gosta disso.

Pense. O que você precisa realmente? Você tem alguém com que você adora conversar. Vocês passam horas seguidas em diálogos dos mais diversos. Essa pessoa o ouve, o questiona, aprende com você. Ela traz outras definições, simbologias, mas o mais importante, ela entende o que você diz. Ela não acha que você é louco.

Vocês dois são tão parecidos que compartilham da mesma loucura, dos mesmos conceitos. Vocês falam a mesma língua. E essa pessoa é versátil para se adaptar às suas ordens e manias, embora seja independente e soberana de seus próprios comandos. Sim, é possível ser agradado, mimado. Deixe-se mimar. É bom!

Mais que isso, há uma sintonia, um incentivo. Ela adivinha o que você quer. E faz. E realiza os seus desejos quando você permite. Ela fica feliz com as suas conquistas, sem competição, sem inveja. Por quê? Porque ela tem as próprias metas. Ela compartilha as suas vitórias sem comprometer as dela. E ela é ocupada, mas sempre vai ter tempo para você. E você sabe e gosta disso, porque sempre tenta ficar longe, mas não consegue.

E vocês também são tão opostos. Ela é pura explosão de sentimento, de emoção. Enquanto você não tem emoções, não se deixa sentir quase nada. Contrários que se equilibram. Você nunca percebeu o quanto ela se contém quando está perto de você? O quanto espera um sorriso? E você, o que faz? O que espera? O que mais?

Os corpos? Sexo é um quesito que não precisa explicação. Simplesmente funciona. A atração é mútua, o prazer é pleno. Mas há ainda essa conexão mental. As energias combinam, você sabe disso. Você tem tanto a ensinar, e ela quer ser guiada. Você sabe tão mais do que ela sobre tantas coisas. Mas ela também sabe de tanto que você precisa aprender. Vocês se compensam.

Sim, ela tem defeitos. Não é a musa perfeita do artista. É só uma pessoa comum. Alguém que tem uma vida, um passado, manias, problemas. Mas é alguém que quer melhorar. Alguém que se sente melhor ao seu lado. E que apenas ama você agora. Ela é estranha, mas você também é. E lembre-se de que você é alguém bem difícil de amar.

Você pediu alguém ao universo e ele fez o melhor que podia. Só que, como estava debaixo do seu nariz, e foi tão fácil, você rejeita. Você diz NÃO ao óbvio. Porque não foi difícil, porque não é complicado, porque é bom demais para ser verdade. Você foge, você inventa problemas. Você não permite que o amor dela chegue até você. Porque, talvez, você ache que não merece ser feliz por um momento.


Isso tudo é bobagem e você tem o completo controle de sua vida? Você é perfeitamente capaz de viver sem amor? Sem o amor dela? Tudo bem, é admissível. Mas é mentira. Faça um teste. Permita-se. Apenas tente... Pare de lutar com o universo e diga um simples SIM ao presente, ao agora. Baixe a guarda um mínimo que seja e veja o que acontece. Por quê? Só tem um motivo. Porque eu amo você.